Operador usando tecnologia para aumentar a segurança industrial.

Três tecnologias que aumentam a segurança industrial.

Os acidentes no trabalho e a segurança dos trabalhadores são uma das maiores preocupações nas empresas industriais. A aplicação de novas tecnologias nos processos de segurança permite aumentar a proteção das equipas e minimizar a percentagem de acidentes.

A tecnologia é a aplicação de conhecimentos e habilidades a fim de facilitar e resolver os problemas da sociedade. Um dos maiores problemas do setor é a alta taxa de acidentes que, apesar de décadas de regulamentos e protocolos, não foi reduzida. A aplicação de tecnologia em processos de segurança torna possível melhorar a segurança industrial, protegendo os trabalhadores de forma mais eficiente e tendo um impacto positivo nos níveis de atendimento e nos lucros da empresa.

O que é a segurança industrial.

A segurança industrial é o conjunto de regras obrigatórias focadas em evitar ou minimizar acidentes de trabalho. Estes incluem aqueles capazes de causar danos às pessoas, à propriedade ou ao meio ambiente. O principal objetivo destas disposições é proteger o trabalhador no local de trabalho, resultando em menor absenteísmo e maiores lucros.

Para que um ambiente de trabalho seja seguro, há muitos processos envolvidos: desde questões técnicas até procedimentos administrativos e legais. O foco está na prevenção de riscos; no conhecimento e cumprimento dos regulamentos; no uso de equipamentos de proteção pessoal; na avaliação e monitoramento regulares; e no treinamento de pessoal.

O que ainda não foi padronizado é o uso da tecnologia na prevenção e/ou mitigação de acidentes. A tecnologia, pelo menos na indústria, tem sido aplicada principalmente nos processos de produção. Na última década, várias empresas começaram a desenvolver avanços tecnológicos para aumentar a segurança de seus trabalhadores. E eles descobriram que o potencial é enorme. 

Saiba mais sobre as 3 tecnologias que podem aumentar a segurança na indústria.

Hoje apresentamos três avanços tecnológicos atualmente disponíveis que podem ter um grande impacto sobre a segurança industrial. Graças às suas funcionalidades, eles permitem prevenir acidentes e tomar medidas pró-ativas, aumentando a proteção de todos os trabalhadores. Estes são: geolocalização, análise de dados e EPIs inteligentes ou digitais.

Geolocalização 

A geolocalização consiste em obter a localização geográfica exata de um objeto. Diferentes métodos podem ser usados, tais como verificar o endereço IP de um computador ou o sistema GPS. Um sistema de posicionamento global, constituído por uma rede de satélites, como GPS, GLONASS e Galileo, é utilizado para este fim.

Apesar das dúvidas iniciais sobre o uso da geolocalização, ela é uma ferramenta tecnológica fundamental para aumentar a segurança industrial. O acesso imediato à posição de um trabalhador permite uma assistência rápida no caso de um acidente, mitigando as consequências do mesmo. Além disso, permite uma eficiente contagem de cabeças em casos de evacuação, facilitando o trabalho dos serviços de emergência. Finalmente, no caso de trabalhadores isolados, o uso de alarmes imediatos combinados com geolocadores permite entender se houve um acidente ou queda, e permite o monitoramento ativo de sua situação. 

Análise de dados e Big Data

De acordo com PowerData, Big Data refere-se ao conjunto de dados cujo volume, complexidade e velocidade de crescimento dificultam o processamento usando ferramentas convencionais.  O termo Análise de Dados, por outro lado, descreve o conjunto de processos e tecnologias e modelos de negócios que são baseados na análise de dados e capturando o valor que os próprios dados possuem, de acordo com um artigo da Universidade de Alcalá.

Por que eles são tão interessantes para aumentar a segurança? Porque a combinação dos dois fornece informações e respostas a uma miríade de perguntas que as empresas têm. Ao acessar uma enorme quantidade de dados, as organizações têm o potencial para identificar problemas de forma mais eficiente e tomar decisões sobre eles. Portanto, o que importa não é apenas ter dados, mas o que as empresas fazem com eles.

Em termos de segurança, ter informações relevantes e software que as processa e entrega de forma ordenada permite às empresas industriais implementar melhorias pró-ativas. Alguns desses dados aplicados à segurança podem ser: áreas e horários em que ocorre a maioria dos acidentes, equipamentos normalmente envolvidos, os tipos mais comuns de acidentes, se os trabalhadores envolvidos trabalharam horas extras ou não, entre outros.

EPIs inteligentes ou digitais.

De acordo com a Organização Internacional do Trabalho, o EPI é um equipamento que protege o usuário do risco de acidentes ou efeitos adversos à saúde. O EPI clássico inclui capacetes de segurança, luvas, proteção dos olhos e arnês de segurança, entre outros. É importante utilizá-los porque, apesar das regulamentações e medidas que a empresa possa ter tomado, o trabalho industrial geralmente envolve situações de risco. Portanto, o EPI é obrigatório, e é responsabilidade tanto do trabalhador quanto dos líderes assegurar seu uso correto.

EPIs tradicionais. Estes são obrigatórios para alguns tipos de tarefas.
EPIs tradicionais. Estes são obrigatórios para alguns tipos de tarefas.

O projeto de EPIs com tecnologia integrada também aumenta a segurança industrial. O EPI digital, ou inteligente, “incorpora inovações tecnológicas em materiais, componentes eletrônicos portáteis e aplicações digitais”, de acordo com um artigo do Conselho de Segurança Colombiano. Eles são fundamentais para dar o próximo passo em segurança e devem se tornar o próximo padrão em proteção industrial.

Graças à tecnologia incorporada, o EPI digital oferece múltiplas funcionalidades de segurança. Eles podem estabelecer perigos potenciais, tais como evitar colisões; identificar e alertar imediatamente sobre quedas e trabalhos em altura; rastrear a localização em ambientes perigosos; monitorar o estado de saúde do usuário, entre outros.

Leave a Comment

O seu endereço de email não será publicado.